Buscar

Notícias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Ministério Público investiga anulação de multa ambiental aplicada contra Bolsonaro
O inquérito, a cargo do procurador Igor Miranda da Silva, foi aberto no dia 11 de janeiro, dois dias após a anulação da multa ter sido divulgada pela imprensa
Por Notícias ao Minuto com informações da Folhapress
Bolsonaro fez pescaria em área de preservação ambiental, em 2012, quando era deputado federal - Foto: Divulgação

O MPF (Ministério Público Federal) no Rio de Janeiro abriu um inquérito civil para apurar a anulação da multa ambiental de R$ 10 mil aplicada ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) em 2012, após ser flagrado pescando em uma unidade de conservação.

O inquérito, a cargo do procurador Igor Miranda da Silva, foi aberto no dia 11 de janeiro, dois dias após a anulação da multa ter sido divulgada pela imprensa. O MPF informou nesta quinta (7) que não comentaria o caso neste momento.

A multa foi anulada pela Superintendência do Ibama no Rio de Janeiro em 20 de dezembro de 2018, ainda no governo Michel Temer (MDB), após parecer da AGU, segundo o qual Bolsonaro não teve amplo direito de defesa nem teve resguardada a garantia de contraditório.

Em ofício enviado a Bolsonaro em 4 de janeiro, três dias após a posse, a superintendência do Ibama no Rio de Janeiro informou que as decisões contra ele tomadas na primeira e na segunda instância do órgão foram anuladas e que seu nome havia sido excluído da lista de devedores da União.

Via de regra, o Ibama segue as recomendações da AGU, a não ser que haja conflito com outros posicionamentos da própria AGU ou de outras normas legais. O mérito do processo, ou seja, a autuação em flagrante de Bolsonaro, ainda não foi decidido, mas o processo voltou à estaca zero.

Bolsonaro foi flagrado em 25 de janeiro de 2012. Estava em um bote inflável dentro da Esec (Estação Ecológica) de Tamoios, categoria de área protegida que não permite a presença humana, em Angra dos Reis (RJ).

A defesa de Bolsonaro sobre a multa foi protocolada no Ibama em 22 de março de 2012. O argumento do então deputado federal era de que ele estava decolando do aeroporto Santos Dumont na hora e local da autuação, apesar de ele ter sido fotografado no momento do flagrante.

A justificativa do então deputado cita a data do auto de infração, 6 de março, e não o dia da ocorrência. A demora para a emissão da multa ocorreu porque Bolsonaro não quis mostrar os documentos durante o flagrante.

Logo após ser indicado ao cargo, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse, em entrevista à Folha de S.Paulo, que o fato de Bolsonaro ter sido flagrado com uma vara na mão em área protegida não é evidência suficiente para a autuação.

"Ele não foi multado por pescar. Ele foi multado porque estava com uma vara de pesca. O fiscal presumiu que ele estava pescando. Então, veja bem, o exemplo que você deu já mostra como a questão ideológica permeia a atuação estatal nesses casos".

Ao jornal O Estado de S.Paulo, o novo presidente do Ibama, Eduardo Bim, defendeu a anulação da multa: "É uma decisão que negou o provimento de recurso, mas não diz exatamente por que". Antes de assumir o cargo, ele atuava como procurador da AGU no Ibama.

Procurado pela reportagem nesta quinta-feira (7), o Ibama afirmou, via assessoria de imprensa, que não havia sido notificado pelo MPF sobre o inquérito. Com informações da Folhapress.

Postada em 10/02/2019 01:15 | Atualizada em 10/02/2019 01:16
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Veja mais de Brasil/Mundo

1

Interior seguro

Papelotes de cocaína são apreendidos em região atendida por Batalhão de Santana do Ipanema

2

Ferimentos leves

Homem é levado para unidade de saúde após ficar ferido em acidente com moto em Delmiro

3

Após assalto

Acusados de tentar matar um e assassinar outro em Delmiro Gouveia são presos em PE

4

Paulo Afonso

Acusado de estupro contra vulnerável, “Chapéu de Couro” é preso em operação policial

5

Não resistiu

Morre paciente com câncer terminal de colo de útero que se casou em hospital em Maceió

6

Trabalho ostensivo

Rondas da Polícia Militar resultam na prisão de homem e apreensão de pistola em Batalha

1

Senadinho

Renan Filho junta Padre Eraldo e Lula no mesmo palanque, mas vai apoiar quem em 2020?

2

Surpreendente

Cantor Gusttavo Lima posta vídeo de jovem de Água Branca que sonha ajudar família carente

3

Violência

Atentado à bala resulta na morte de duas pessoas em Delmiro Gouveia

4

Benefício para o Sertão

Duplicação da AL-145 em Delmiro Gouveia garante desenvolvimento regional

5

Senadinho

“Canetadas” do governador trocam gerente da Casal no Sertão e vice-presidentes da empresa

6

Senadinho

Gestão de Padre Eraldo não é bem vista pela população por conta das escolhas feitas?

1

Violência

Atentado à bala resulta na morte de duas pessoas em Delmiro Gouveia

2

Veja vídeo

Carro utilizado em duplo assassinato em Delmiro Gouveia teria placa de Pernambuco

3

Surpreendente

Cantor Gusttavo Lima posta vídeo de jovem de Água Branca que sonha ajudar família carente

4

Fatalidade

Acidente com carro deixa uma pessoa morta e outras feridas próximo à entrada de Canapi

5

Senadinho

Renan Filho junta Padre Eraldo e Lula no mesmo palanque, mas vai apoiar quem em 2020?

6

Após assalto

Acusados de tentar matar um e assassinar outro em Delmiro Gouveia são presos em PE