Buscar

Notícias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

TJ marca julgamento que pode cassar direitos políticos do prefeito de Monteirópolis
Julgamento da ação em segunda instância está marcado para o dia 14 de agosto; prefeito Mailson já foi condenado por juiz de primeiro grau por improbidade administrativa nesse mesmo processo
Por Jota Silva
Prefeito de Monteirópolis, Maílson de Mendonça Lima (PR) - Foto: Cortesia/Luciano Martins

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) marcou para o dia 14 deste mês o julgamento de um processo que tem como réu o prefeito de Monteirópolis, Maílson de Mendonça Lima (PR). O gestor é acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE) de fazer parte de um esquema de emissão de notas fiscais frias para desvio de dinheiro público que deveria ser investido em obras.

Os supostos atos de improbidade administrativa ocorreram quando Maílson esteve pela primeira vez como prefeito do município, entre 2007 e 2012. O prefeito já foi condenado em primeira instância pelo juiz Bruno Acioli Araújo, da Comarca de Olho D’água das Flores, em 2014.

Na sentença, o magistrado determinou a perda dos direitos políticos de Maílson por cinco anos, a devolução do valor de R$ 119.997,28 aos cofres públicos, a proibição de contratar com o Poder Público, a perda dos cargos, empregos ou funções públicas atualmente exercidos e o pagamento de multa civil no montante de 50 (cinquenta) vezes a quantia que percebia como remuneração pelo cargo de prefeito do município de Monteirópolis, ou seja, o pagamento de uma multa igual a 50 vezes o salário que ele tinha como prefeito na época.

No mesmo julgamento, em 2014, o juiz também condenou o réu Paulo Sérgio Vieira dos Santos, que era, segundo o processo, o dono das empresas que emitiam as notas fiscais por obras que nunca foram realizadas.

No julgamento do próximo dia 14, no TJ/AL, a sentença do juiz pode ser confirmada pelos desembargadores ou revogada, inocentando o prefeito Maílson. Porém, mesmo que seja condenado pelo Tribunal no dia 14, o prefeito ainda pode recorrer ao próprio TJ/AL e também ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.

Somente após recorrer a todas as instâncias e após o trânsito em julgado de todo o processo é que as penalidades, caso sejam confirmadas, serão aplicadas, o que poderá resultar até na perda do mandato atual de prefeito. Nesse caso, o cargo seria assumido pelo vice-prefeito, Adeildo Inácio Medeiros (DEM).

Em contato com a reportagem do Correio Notícia, a assessoria do prefeito Maílson Mendonça informou que os advogados que estão à frente do caso orientaram para que não fosse feito nenhum pronunciamento sobre o assunto no momento.

O processo que será julgado pelo TJ/AL no dia 14 tem como número 0000234-27.2010.8.02.0025.

Postada em 04/08/2017 19:15 | Atualizada em 04/08/2017 19:46
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Veja mais de Política

1

No Brasil

Preço da gasolina sobe após seis semanas seguidas de queda, diz ANP

2

Estratégica

Governo Temer corre para tentar acordo com EUA sobre base de Alcântara: o que está em jogo

3

Quase R$ 500 mil

Advogado de Trump gravou o presidente discutindo pagamento a ex-modelo da ‘Playboy’

4

Disputa pela Presidência

Colecionador de polêmicas, Ciro ajusta o tom para agradar empresários e mulheres

5

Religiosidade no Nordeste

Padre Cícero, que foi prefeito, amigo de Lampião e das elites do CE, morreu há 84 anos

6

Habeas corpus

Acusado de participar de desvio de R$ 5 milhões de Mata Grande ganha liberdade

1

Ex-prefeito e ex-vereador

Jacob e Júlio Brandão, de Mata Grande, seguem foragidos da Justiça há 3 meses

2

Em entrevista

“Sérgio Moro é criminoso e nada acontece com ele”, dispara pré-candidato a deputado

3

Pedro Paulo (PT)

“Estou na Câmara como independente”, diz vereador de Delmiro pré-candidato a deputado

4

Em Rádio de Delmiro

Marcelo Tadeu, pré-candidato: “Judiciário é uma ditadura, estamos num estado de exceção”

5

Senadinho

Ex-candidato a prefeito de Água Branca já começa a se mobilizar para as eleições de 2020

6

Alívio

Desaparecido há uma semana, morador de Delmiro é encontrado depois de andar mais de 250 km

1

Na BR-423

Batida entre moto e caminhonete deixa uma pessoa morta e outra ferida em Água Branca

2

Há sete dias

Homem desaparece depois de sair de casa para realizar tratamento médico em Delmiro Gouveia

3

Alívio

Desaparecido há uma semana, morador de Delmiro é encontrado depois de andar mais de 250 km

4

Em flagrante

Mulher é presa suspeita de esfaquear o marido depois de discussão em Delmiro Gouveia

5

Água Branca

IML é acionado para recolher corpo de homem que morreu depois de cair de carro de boi

6

Na UPA de Delmiro

Morre Zenaide Alencar, esposa do ex-prefeito de Olho D’água do Casado, Gualberto Pereira