19/04/2020 14:00:28
Jairo Ribeiro | Jairo Ribeiro
Jorge Dantas sofre sua primeira ‘derrota’
Divulgação

A discrepância da candidatura do ex-prefeito Jorge Dantas, em Pão de Açúcar, no Sertão de Alagoas, assombra a ele e quem o apoia.

O ex que quer retornar e que enfrenta penduricalhos (no plural) na justiça teria lançado seu nome, atendendo a quem lhe apoia, prematuramente, no auge de contar com a sorte, em litígio com ele.

Jorge Dantas que cumpre medidas cautelares determinadas e reafirmadas pela justiça alagoana, está proibido de se aproximar de prédios e repartições públicas, de frequentar festividades e, até mesmo, de ter que se recolher à sua residência em determinada hora do período noturno.

Diante dessas imposições, que pode levá-lo para a cadeia, como Dantas pode ser candidato? Será que a experiência do ex-prefeito também lhe abandonou, pois não lembrou da ordem da justiça?

Para os pão-de-açucarenses que ainda não sabem, Dantas foi surpreendido no mês passado com um "presente" do desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas, da Câmara Criminal do TJ/AL.

O líder dos Damasceno Freitas, de Piranhas, e ex-sogro de Cristiano Matheus – que trocou o Sul pelo Sertão – deferiu um pedido para que Dantas pudesse ter contato com o irmão, Antônio Dantas, acusado de participar de um esquema criminoso de fraudes em licitações em Pão de Açúcar e outras duas cidades do Sertão alagoano, junto com os proprietários da empreiteira Nativa Construtora. As investigações apontaram que entre os anos de 2013 a 2016, somente Pão de Açúcar – comandada por Jorge Dantas – pagou ilicitamente ao bando R$ 703.710,76. Dinheiro de receitas próprias, como FPM, ISS e ICMS.

E-mail: [email protected]
Telefone: (82) 98162-1608

Correio Notícia - Portal de Notícias do Sertão de Alagoas - Mais informação pra você!. ©2020. Todos os direitos reservados.