08/05/2020 19:08:11
Jairo Ribeiro | Jairo Ribeiro
PDT e PT se unem e lançam Mandatos Coletivos no Sertão de Alagoas

A união do PDT e PT na cidade de São José da Tapera, no Sertão de Alagoas, vai mais além. Partidos com legados na história política do Brasil, PT e PDT preconizam uma nova forma de fazer política.

Após inaugurar em Tapera a primeira sede de um partido político em uma cidade do interior, o PDT volta a inovar e junto com o PT prenunciam o projeto de Mandatos Coletivos para vereadores.

Surgido no Brasil em 2016, em Alto do Paraíso, cidade de 7 mil habitantes, na área da Chapada dos Veadeiros, a 460 km de Goiânia (GO), o Mandato Coletivo é a forma de exercício de cargo eletivo no legislativo, em que o político eleito divide o poder com um grupo de cidadãos. Naquele ano o projeto elegeu um advogado, filiado ao antigo PTN, para a Câmara Municipal. Além do advogado, outras cinco pessoas integraram a chapa vitoriosa.

Em 2018, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou 31 candidaturas num exercício coletivo de mandatos, a exemplo de Minas Gerais, onde após se elegerem vereadoras por Belo Horizonte, Cida Falabella e Áurea Carolina e outras dez pessoas também venceram a eleição para a Assembleia Legislativa com 162 mil votos. Em São Paulo um grupo de oito pessoas, de diferentes realidades, se uniram a então vereadora Sâmia Bonfim (PSOL), e se elegeram deputados estaduais com 149.844 votos. Outro exemplo de Mandato Coletivo aconteceu em Pernambuco, onde três cinco pessoas também se elegeram deputadas com 39.175 votos.

Os Mandatos Coletivos se tornaram comuns em áreas como produção cultural e ativismo social, e a cada eleição conquistam mais espaços na política. Neste ano, em São José da Tapera, o projeto pioneiro em Alagoas ganha mais força com candidaturas do PDT e PT que, juntos, devem protagonizar uma mudança de mais de 50% da Câmara Municipal, conforme explica a presidente do diretório municipal do PDT, Professora Rosa Oliveira.

“São pessoas que se reuniram informalmente em torno de uma única candidatura e tem se apresentado aos taperenses como uma espécie de comitê que cuidará de um mesmo mandato - uma alternativa de atuação política pensada para dar voz a quem não se vê representado pelo sistema atual”, explica a pedetista.

Detalhando, o que seria uma candidatura coletiva, a presidente esclarece que qualquer comunidade ou segmento que deseje participar da política partidária no município, poderá compor uma candidatura coletiva e disputar uma vaga na câmara de vereadores neste pleito.

“Este projeto lança as candidaturas coletivas em São José da Tapera, foi denominado Somos mais que um, por representar a ideia de coletividade dentro de uma candidatura, buscando a representatividade de um grupo dentro de um mandato. A bandeira levantada pelos partidos que estão propondo os mandatos coletivos é a da renovação política que vai acontecer à medida em conseguirmos estabelecer um diálogo próximo, direto e verdadeiro com os cidadãos taperenses, que irão às urnas e darão seu voto de confiança, melhorando a forma de exercer a democracia representativa.” Ressalta a presidente do diretório do PDT em São José da Tapera.

E-mail: [email protected]
Telefone: (82) 98162-1608

Correio Notícia - Portal de Notícias do Sertão de Alagoas - Mais informação pra você!. ©2020. Todos os direitos reservados.