30/07/2020 23:18:08
Jota Silva | Jota Silva
Hélio Brandão, um homem de palavra cuja morte foi sentida até pelos adversários políticos
O líder político alagoano é o único que já ganhou uma eleição de prefeito em Mata Grande com quase 5 mil votos de diferença
Cortesia/Arquivo familiarO líder político alagoano é o único que já ganhou uma eleição de prefeito em Mata Grande com quase 5 mil votos de diferença

A perda prematura do ex-prefeito e pré-candidato a prefeito de Mata Grande, Hélio Brandão, causou grande comoção em Alagoas. Vítima de um infarto, ele morreu na noite da última terça-feira (28), em Maceió.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, o velório ficou restrito aos familiares e foi contrariada a vontade de Hélio, que, quando em vida, expressava o desejo de ser velado em Mata Grande. O velório e o sepultamento aconteceram na quarta-feira (29), no cemitério Parque das Flores, na capital alagoana.

Hélio Brandão foi prefeito de Mata Grande por três mandatos. Na eleição de 2000, ele entrou para a história política do município como o candidato a prefeito que ganhou com maior diferença de votos. Foram 6.984 votos contra 2.312 do principal adversário daquela eleição, César Malta (falecido em 2019). A diferença foi de 4.672 votos, um recorde que até hoje ainda não foi alcançado.

Considerado por todos como um homem de palavra, Hélio Brandão tornou-se líder de um grupo político que ele próprio formou. Em 2004, quando encerra o segundo mandato em Mata Grande, ele ajudou a eleger a esposa, Cristina Brandão, como prefeita de Joaquim Gomes, região Norte de Alagoas.

Em 2008, trabalhou na reeleição da esposa em Joaquim Gomes e na eleição do filho Jacob Brandão como prefeito de Mata Grande. Com o apoio do pai, Jacob foi reeleito em 2012.

Na eleição em que Jacob ganhou pela primeira vez para prefeito, Hélio Brandão também conseguiu que o filho Júlio Brandão fosse eleito vereador do mesmo município, sendo o candidato mais votado da história política matagrandense, com 1.325 votos. O edil foi reeleito em 2012.

Em 2016, enquanto apoiava Erivaldo Mandu como sucessor do filho no comando da prefeitura de Mata Grande, Hélio Brandão foi candidato a prefeito de Joaquim Gomes, mas, apesar de todo o prestígio, com uma diferença de apenas 100 votos, foi derrotado. Por outro lado, Mandu, que tinha sido vice de Jacob durante os dois mandatos, foi eleito.

Mandu rompeu politicamente com Hélio Brandão ainda no início da gestão. O ex-prefeito queria retomar o comando da prefeitura e estava decidido em encerrar a carreira política como prefeito de Mata Grande. Ele era o principal adversário de Erivaldo Mandu na busca pela reeleição.

O líder político, no entanto, era respeitado por todos, inclusive pelos adversários. Um exemplo disso é que o prefeito Mandu, embora tivesse desavenças com Hélio, pelos velhos e bons tempos de parceria política com ele, emitiu uma nota lamentando a morte dele e decretou luto oficial de três dias no município.

Hélio Brandão recebeu homenagens de várias personalidades políticas do estado, entre elas o governador Renan Filho, ex-governador Ronaldo Lessa e deputado estadual Inácio Loiola.

Ainda consternada com a grande perda, a família avisou que vai seguir com o projeto político de Hélio para Mata Grande. Nos próximos dias eles irão indicar um pré-candidato a prefeito, que virá da família.

Não há dúvidas de que farão falta a palavra de homem, as habilidades e astúcias políticas do velho Hélio Brandão.

E-mail: [email protected]
Telefone: (82) 98162-1608

Correio Notícia - Portal de Notícias do Sertão de Alagoas - Mais informação pra você!. ©2020. Todos os direitos reservados.