Buscar

Bruno Mafra

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Quem é Bruno Mafra? Professor, bacharel em teologia, pós-graduado em filosofia, licenciado em Sociologia e mestre em teologia histórica.
O voto em proposta violenta pode decretar o fim da luta pela igreja no Brasil

Sempre discordei do teólogo Leonardo Boff quando fazia defesa da pluralidade de igrejas. Que fique claro que não estou aqui defendendo que uma única voz diga quem é Jesus, não é isso, apenas uma reflexão de que era preciso que ele assumisse que o cristianismo no Brasil tinha perdido o “controle de qualidade.” A vulgarização da leitura da Bíblia e suas mais variadas e malucas interpretações nos levaram a este momento crucial na vida pública brasileira em que o “voto cristão manada” pode decidir as eleições.

As pesquisas recentes dos institutos não deixam dúvidas da supervalorização dos temas morais e de que uma ética bíblica construída sobretudo sobre os escritos do velho testamento determinam a postura eleitoral de católicos e evangélicos mais conservadores. É a conhecida “esquizofrenia teológica” que acontece quando grupos religiosos sob forte pressão social passam a buscar no seu livro sagrado respostas contra o que entendem ser um risco a sua forma de vida.

Foi exatamente o que aconteceu no Brasil. As igrejas reagem agora nas urnas aos movimentos sociais que vieram as ruas lutar pela legalização do aborto, casamento homoafetivo, a possibilidade do ensino sobre identidade de gênero nas escolas e as paradas LGBT(s) que vem nos últimos anos vem trazendo entre seus manifestantes homossexuais vestidos de Papa, padres, Freiras e o ponto culminante a transexual crucificada e que na explicação dos participantes simbolizava que Jesus está entre eles como sofredor e excluído. Mas, cristãos conservadores interpretaram com um escárnio ao sacrifício do Jesus por toda a humanidade e esse entendimento foi vencedor entre os religiosos.

As igrejas hoje no Brasil em sua grande maioria não tem reposta ao mundo que se apresenta a sua frente. As pessoas querem se afirmar e viver formas diferentes da vida prescrita pela tradição. Interessante que o discurso cristão já tem dois mil anos de imposição social a camadas da sociedade. E seu discurso não faz concessões o que o torna violento. Mas, porque isso não é percebido? Por causa da convicção de possuir a verdade fundamental que é a chave da felicidade dentro dessa crença para todas as vidas humanas. A vida que a recusa será uma vida infeliz. MITO!

Postada em 09/10/2018 10:29 | Atualizada em 09/10/2018 10:35
2 Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

O site Correio Notícia - Portal de Notícias do Sertão de Alagoas não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
Veja mais de Bruno Mafra

1

História de fé

Morte de Frei Damião, italiano que se tornou santo no Sertão nordestino, completa 23 anos

2

Contaminação crescente

São José da Tapera chega a 34 casos de Covid-19 e Santana do Ipanema passa de 100

3

Isolamento Social

Dupla do Fla descumpre isolamento, pedala pelo Rio e incomoda diretoria

4

Política

Após operação contra Witzel, secretário de Polícia Civil pede demissão

5

Coronavírus

Brasil passa França em mortes e registra maior número de casos em 24 horas

6

Wilma Araújo

Ensino a distância pós-pandemia: vantagens e desvantagens da educação fora da sala de aula

1

Novo coronavírus

Moradora de Delmiro Gouveia diagnosticada com Covid-19 morre em hospital de Arapiraca

2

Auxílio aos mortos

Prefeitura de Olho D’água do Casado poderá pagar até R$ 196 mil por serviços funerários

3

Eleições 2020

AMA divulga carta aberta ao Congresso e Nação sobre eleições

4

Dado equivocado

Secretaria de Saúde de Delmiro Gouveia contesta mais uma vez boletim da Sesau

5

Senadinho

Após anúncio da pré-candidatura a vereador, Reinaldo Martins ganhou novos apoiadores

6

Novo coronavírus

Prefeito divulga primeiro paciente diagnosticado com Covid-19 em Pariconha

1

Novo coronavírus

Moradora de Delmiro Gouveia diagnosticada com Covid-19 morre em hospital de Arapiraca

2

Caso em investigação

Idoso com suspeita de Covid-19 é encontrado morto dentro de casa em Delmiro Gouveia

3

Boletim atualizado

Pariconha, Água Branca, Mata Grande e Belo Monte são únicas cidades do Sertão sem Covid-19

4

Novo coronavírus

Mulher de Pariconha diagnosticada com Covid-19 estava em quarentena com infectado

5

Novo coronavírus

Todos os pacientes de Delmiro Gouveia hospitalizados com Covid-19 entraram em óbito

6

Novo coronavírus

Prefeito divulga primeiro paciente diagnosticado com Covid-19 em Pariconha