Buscar

Emerson Emídio

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Quem é Emerson Emídio? Emerson Emidio é Jornalista, formado pela Universidade Tiradentes - MTE 2033/SE. Proprietário da Emidio Produções e Assessoria.
A banalização do termo fake news reflete diretamente no papel da mídia
Especialistas explicam que o uso do termo atrelado ao fazer jornalismo pode afetar credibilidade da profissão
Foto: Internet

Você já deve ter ouvido esse termo e na maioria dos casos, fez ligação com o cenário político democrático atual. Isso deve-se ao fato dele ter sido muito usado nas Eleições de 2018. Porém, as ‘fakes news’ atingem todas as esferas da sociedade.

Para que a gente possa começar uma linha de raciocínio, vamos ao início. Existem controvérsias sobre o começo da utilização desse termo, mas vários críticos, especialistas e até jornalistas afirmam que o ápice se deu na última eleição dos Estados Unidos da América (EUA), onde Donald Trump enfrentou Hillary Clinton, numa disputa que a apontava como favorita nas pesquisas e que culminou em derrota nas urnas.

O título de ‘monstro’ imposto a Trump e o discurso severo dele o tornaram conhecido e presidente do mais importante país do mundo. Quando a mídia traz conteúdo contrário aos interesses do Chefe do Executivo, ele ataca dizendo que é fake news. Desde aquela época, a luta entre notícias verdadeiras e falsas divide, acrescenta, altera e privilegia políticos em todo o mundo.

No Brasil, o termo fake news chegou num momento turbulento, onde União e municípios enfrentavam uma crise política, econômica e no setor de Justiça (essa, ainda instalada até os dias atuais). E não é que um termo tão sério e que reza sobre a conduta das editorias e jornalistas virou um jargão popular.

O mais impressionante é que existem pessoas que se utilizam da onda de ‘modismo’ para, muitas vezes, tentar explicar o que está evidente. O jornalista Rodrigo Flores aborda que muita gente entende o termo fake news como boato, ou seja, algo informal, jocosa.

Ele define fake news como conteúdo deliberadamente falso que mimetiza notícia e é distribuído em rede social com intuito de gerar benefício (econômico, político etc). Se pararmos para analisar, a incidência de portais e sites com credibilidade de notícias falsas é muito pequena.

Essas informações chegam através de portas paralelas e que, na maioria dos casos, têm interesses por trás. Flores também aponta que um jornalismo de qualidade é obrigação de todos os jornalistas, mas só isso não combate as fakes news que se espalham nas redes sociais atualmente. Pesquisas apontam que 47% das pessoas que leem notícias pelas redes sociais, não conhecem a origem do conteúdo. Quase metade da população brasileira. Um dado alarmante e preocupante.

O secretário-executivo da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Guilherme Alpendre diz que ao usar o termo news (notícia), obrigatoriamente o fato precisa ter os três princípios de um bom texto - coesão, coerência e clareza.

Promotores de Justiça e advogados apontam que o combate a disseminação de fake news, ou seja, a notícia que foi pensada para ser beneficiada, deve ser combatida no início. Repassar esse tipo de conteúdo não deixa apenas pessoas isoladas, a exemplo de políticos ou celebridades, mas a sociedade prisioneira a uma situação desfavorável.

O que de fato precisa ser levado em consideração é a mensagem, ou seja, ela é o meio. Quando a mesma for duvidosa, o ideal é descartar. Dessa forma, com a mesma intensidade que um jornalista devidamente capacitado produz uma pauta, uma notícia sem responsabilidade pode, ao fundo, com mensagens subliminares e ,muitas vezes, regadas de lamentos, confundir e tirar o foco dos problemas enfrentados no nosso município e no Brasil.

Afinal de contas, quem repassa esse tipo de informação, contribui com um mercado negro que, a cada dia, a qualquer custo, tenta ludibriar a sociedade. Ao fazer esse caminho inverso, denunciando nas redes sociais essas práticas e deletando isso da sua conduta de vida, o que foi banalizado, em pouco tempo, vai tornar-se vergonhoso.

Postada em 27/03/2019 21:54 | Atualizada em 27/03/2019 21:56
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.


1

Número recorde desde 2001

De janeiro a maio deste ano, 442 pessoas foram mortas por policiais militares em SP

2

Covardia

Movimentos negros denunciam à OEA policial que pisou no pescoço de mulher

3

Crescimento no Sertão

Delmiro tem 390 casos de Covid-19, Olho D’água das Flores 519 e Santana do Ipanema 617

4

Cultura

Pela 2ª vez na história, Festa da Juventude não acontece em Santana do Ipanema

5

Pré-candidato a vereador

Saulo Barbosa é um dos nomes favoritos para disputar o Legislativo do município de Canapi

6

Ação criminosa

Criminosos invadem residência de mulher e roubam objetos em Delmiro Gouveia

1

Senadinho

“Faremos a mudança juntos”, diz Edmilson Coral a apoiadores

2

Política

Mamá coloca nome à disposição do povo como pré-candidato a vereador de Delmiro Gouveia

3

Confirmação anunciada

Padre Eraldo quer ser prefeito de Delmiro por mais 4 anos e confirma pré-candidatura

4

Pré-candidato

Digital influencer Jairzinho Chamega lança pré-candidatura a vereador por Delmiro Gouveia

5

Senadinho

Edmilson Coral cai na graça do povo para mudança na Câmara de Vereadores de Delmiro

6

Reviravolta

Médico delmirense foi encontrado morto em quarto de motel, afirma imprensa potiguar

1

Reviravolta

Médico delmirense foi encontrado morto em quarto de motel, afirma imprensa potiguar

2

Tragédia

Médico de Delmiro Gouveia morre em acidente de carro em rodovia do Rio Grande do Norte

3

Violência

Jovem levado de casa por falsos policiais é encontrado morto na zona rural de Água Branca

4

Novo coronavírus

Vítima de Covid-19, morre aos 78 anos o prefeito de Santana do Ipanema

5

Insegurança

Vítima é mantida refém durante roubo de caminhonete em São José da Tapera

6

Política

Mamá coloca nome à disposição do povo como pré-candidato a vereador de Delmiro Gouveia