Buscar

Notícias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

INSS, AGU e MPF firmam acordo para acabar com filas por benefícios
Prazo poderá variar de 30 a 90 dias, dependendo do benefício
Por Agência Brasil
Prazo poderá variar de 30 a 90 dias, dependendo do benefício - Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

A Advocacia-Geral da União (AGU), o Ministério Público Federal (MPF) e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) firmaram acordo para dar fim às filas de espera por benefícios previdenciários. Entre as medidas previstas está a adoção de prazos para a análise dos pedidos feitos pelos segurados.

Entre as medidas previstas está a adoção de prazos para a análise dos pedidos feitos pelos segurados. No caso de auxílio-doença, a análise da solicitação será de até 45 dias. Para a pensão por morte, o prazo será de 60 dias; e para salário-maternidade, até 30 dias.

O acordo, firmado na segunda-feira (16), prevê também o compromisso da União em realizar as perícias médicas necessárias ao reconhecimento inicial de direitos previdenciários e assistenciais no prazo de até 45 dias após o agendamento – mesmo prazo dado para a avaliação social nos benefícios previdenciários e assistenciais em que a aferição da deficiência for requisito à concessão do benefício.

De acordo com a AGU, esses limites serão ampliados para 90 dias nas unidades da perícia médica federal, classificadas como de “difícil provimento” – para as quais se exige o deslocamento de servidores de outras unidades para o auxílio no atendimento.

Também estão previstos prazos para o cumprimento de decisões judiciais favoráveis à concessão de benefícios, que devem ser considerados a partir da intimação do INSS. Caso o acordo seja descumprido, o INSS será obrigado a analisar o requerimento administrativo no prazo de 10 dias, por meio da Central Unificada de Cumprimento Emergencial de Prazos.

Segundo a AGU, com a implementação do acordo ficam suspensas as ações judiciais em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF) ou em primeira instância, que questionem a demora do INSS na análise de solicitações.

Postada em 17/11/2020 15:05
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Veja mais de Brasil/Mundo

1

Boletim atualizado

Com mais cinco infectados, Delmiro Gouveia tem 1.053 casos acumulados de Covid-19

2

Oportunidade

Programa de Recuperação de Clientes da Casal oferece até 90% de desconto em multas e juros

3

Motocicleta apreendida

Sem CNH, garota de 18 anos foge da PM e se esconde em banheiro de posto em Delmiro

4

Morte por causa natural

Mulher morre em casa e família pede ajuda à Polícia Militar em Delmiro Gouveia

5

Monitoramento

Instituto SOS Caatinga, que protege animais silvestres, pede doação de pilhas para câmeras

6

Antônio Melo

Olivença e Piranhas: As precursoras da nova política

1

Eleições 2020

Em um ano, Silvinho elege filhos no Conselho Tutelar e na Câmara de Vereadores em Delmiro

2

Eleições 2020

Bairro Cohab vai ter dois representantes na Câmara de Vereadores de Delmiro Gouveia

3

Concursados na Prefeitura

Dos 13 vereadores eleitos em São José da Tapera, 11 são servidores públicos municipais

4

Confira

Prefeitura de Inhapi divulga valor de contrato para compra de pneus e câmaras de ar

5

Articulação

Decisão de Renan Filho será determinante para retorno de Geonice à Saúde de Delmiro

6

Violência

Foragido da justiça por roubo é assassinado com vários tiros em Olho D’água das Flores

1

Violência

Mãe encontra filho morto dentro de casa depois de voltar de festa em Água Branca

2

LAMENTÁVEL

Pacientes de Monteirópolis e Delmiro Gouveia morrem vítimas de Covid-19

3

Na BR-423

Batida entre carro e carreta deixa uma pessoa morta e outra gravemente ferida em Canapi

4

Na AL-135

Acidente com moto deixa uma pessoa morta e outra ferida em Senador Rui Palmeira

5

Violência

Foragido da justiça por roubo é assassinado com vários tiros em Olho D’água das Flores

6

Crueldade

Crime ambiental no Sertão: jaguatirica é morta a tiros em São José da Tapera