Buscar

Notícias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Jovem de Inhapi é a primeira indígena alagoana a concluir mestrado em Educação
Allyne Jaciara Alves Rios Oliveira, 30, pertence ao povo Koiupanká e é professora da rede municipal de ensino inhapiense
Por Jota Silva
Allyne Jaciara Alves Rios Oliveira, 30, pertence ao povo Koiupanká e é professora da rede municipal de ensino inhapiense - Foto: Cortesia/Arquivo pessoal

Dedicada ao estudo sobre a educação escolar indígena desde a época em que cursava o Ensino Médio, a jovem inhapiense Allyne Jaciara Alves Rios Oliveira, 30, é a primeira indígena alagoana a concluir mestrado em Educação pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

Os resultados da pesquisa foram apresentados durante a defesa da dissertação “Povo Koiupanká e a Educação Escolar Indígena: 15 Anos de Resistência no Sertão Alagoano”, nesta quinta-feira (27), em um evento online, por conta da pandemia do novo coronavírus.

A apresentação impressionou a banca examinadora composta pelos professores pesquisadores Dra. Inalda Maria dos Santos (PPGE/UFAL), orientadora; Dra. Edna Cristina do Prado (PPGE/UFAL), examinadora interna; e Dr. Jorge Luiz Gonzaga Vieira (Cesmac), examinador externo.

Os integrantes da Banca destacaram a qualidade teórica e metodológica de todo o trabalho, a relevância da pesquisa, principalmente no âmbito da atual conjuntura na qual os povos indígenas têm sofrido diversas violações de seus direitos, além do fato de ser a primeira dissertação do Programa Pós-Graduação em Educação da Ufal específica sobre a Educação Escolar Indígena do povo Koiupanká.

A dissertação foi aprovada com indicação para publicação e em breve estará disponível para leitura no repositório da Ufal.

“Foram dois anos de muito trabalho e grandes desafios. As idas a Maceió para as aulas, intensificação de leituras, participações em eventos, elaboração e publicação de artigos. Todo o processo de pesquisa exigiu uma imersão teórica e prática exaustiva. Entretanto, estou muito satisfeita em contar a história de resistência do meu povo indígena e trazer para discussão acadêmica e social o âmbito das responsabilidades do Estado na efetivação de políticas públicas educacionais, sobretudo a educação escolar indígena. É uma maneira de dar voz aos povos indígenas alagoanos”, disse a indígena, agora mestre em Educação.

Emocionada com a conquista, Allyne destacou a satisfação em contribuir com a luta de sua etnia e a importância da universidade pública e os espaços de discussões acadêmicas sobre os povos indígenas. A mestre revelou que quer desenvolver trabalhos voltados ao povo Koiupanká, como a elaboração de materiais específicos, a sistematização de uma formação no município relacionada a educação escolar indígena e a Lei 11.645/2003, que torna obrigatório o ensino da história indígena e afro-brasileira nas escolas públicas e privadas de todo o país. Além disso, ela pretende ingressar no doutorado para dar continuidade às pesquisas.

Mestre em Educação, Allyne é professora da rede municipal de ensino de Inhapi e integrante do grupo de pesquisa Gestão e Avaliação Educacional (GAE). Ela possui especializações em Alfabetização e Letramento (Instituto Pró – Saber - 2017) e Gestão e Tutoria em Educação à Distância (Centro Universitário Leonardo da Vinci - 2016). Além disso, é licenciada em Letras/Literatura (Programa de Licenciatura Intercultural Indígena - Prolind - Universidade Estadual de Alagoas – UNEAL - 2015) e em Pedagogia (Faculdade de Tecnologia e Ciências - 2012).

Postada em 27/05/2021 22:41 | Atualizada em 28/05/2021 15:19
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Veja mais de Cultura

1

Sergipe

Instrutor morre após paraquedas falhar durante aula na praia da Cinelândia em Aracaju

2

Antônio Melo

Podcast: a falta de uma oposição de verdade no Sertão

3

TENTATIVA

SBT confirma estreia de Três Vezes Ana: novela que fracassou no México

4

COMEMORAÇÃO

Guaraná Antarctica faz 100 anos e lança 6 sabores especiais

5

FISCALIZAÇÃO

Google vai exigir verificação de perfis que fazem anúncios políticos

6

Delmiro Gouveia

Homens são presos após mulher encontrar móveis furtados da casa dela à venda em loja

1

Violência

Motorista de ambulância é assassinado a tiros na porta de maternidade em Inhapi

2

Valorização

Prefeitura de Delmiro Gouveia concede reajuste de 4,52% aos trabalhadores da Educação

3

No Centro Histórico

Justiça Federal proíbe Prefeitura de Piranhas de expedir alvarás de construções

4

Reagiu a prisão

Homem com mandado de prisão em aberto morre em confronto com policiais em Pão de Açúcar

5

DESAFORAMENTO

Será em Arapiraca julgamento de suspeito de matar vereador Fernando Aldo, de Delmiro

6

Em Flagrante

Vereador de Jacaré dos Homens é preso após deflagrar tiros próximo do Cisp em Batalha

1

Violência

Motorista de ambulância é assassinado a tiros na porta de maternidade em Inhapi

2

Violência

Homem natural de Inhapi é assassinado a tiros durante vaquejada em Paulo Afonso (BA)

3

Violência Contra a Mulher

Ao ser espancada por 2 homens, mulher fingiu que estava morta para sobreviver em Batalha

4

Ao sair de bingo

Motociclista morre ao ser atingido por carro na rodovia AL-140, em Inhapi

5

Vingança?

Suspeito de dois homicídios é morto a tiros em emboscada entre Mata Grande e Inajá

6

Violência Contra a Mulher

Homem arrasta ex-mulher pelos cabelos até o meio da rua e tenta matá-la em Inhapi