Buscar

Editorias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Queda de Teich reforça imagem de pandemia fora de controle no Brasil
O Brasil está perdendo a guerra do coronavírus por causa do presidente Jair Bolsonaro. Ele é o principal responsável pelo agravamento da pandemia no Brasil, jogando o país no buraco
Por Kennedy Alencar*
Nelson Teich - Foto: Wikimedia Commons

Com a queda de dois ministros da Saúde em menos de um mês, o governo Bolsonaro reforça a imagem internacional de que a pandemia está fora de controle no país. O presidente Jair Bolsonaro dá mais uma prova de que não existe estratégia nacional de combate ao coronavírus. A saída de Nelson Teich ontem só escancara isso.

A permanência de Bolsonaro no poder impede a organização de uma resposta efetiva à covid-19, resultando em mais mortes e mais casos do que haveria se o presidente da República não fosse o maior obstáculo à saúde pública no Brasil.

Na prática, o país está sem Ministério da Saúde. É como ir a uma guerra sem generais. O Exército fica desorganizado, sem coordenação para enfrentar batalhas.

O Brasil está perdendo a guerra do coronavírus por causa do presidente Jair Bolsonaro. Ele é o principal responsável pelo agravamento da pandemia no Brasil, jogando o país no buraco.

Todos os dias, Bolsonaro dinamita os esforços dos brasileiros, das empresas, dos governadores e dos prefeitos para enfrentar o coronavírus. É péssima a imagem do país no exterior, o que pode resultar em desconfiança em relação a brasileiros que viajam.

Mas o pior é ver o crescimento cotidiano da tragédia devido a um presidente que contraria a ciência e o bom senso por despreparo e autoritarismo.

Nem Trump é tão ruim

Nos EUA, o presidente Donald Trump teve uma semana de atritos com os cientistas que deram depoimentos no Congresso. Anthony Fauci, imulogista mais respeitado da força-tarefa da Casa Branca, falou no Senado na segunda-feira que o número de mortes é maior do que o oficial e que a reabertura prematura da economia pode ser um tiro no pé.

Richard Bright, que cuidava da área de vacinas, depôs na quina na Casa dos Representantes, equivalente à Câmara dos Deputados no Brasil. Bright sofreu retaliação, sendo removido de sua posição no governo, por fazer alertas em janeiro sobre a falta de material hospitalar e por se posicionar contra a forma apressada com que Trump recomendava a cloroquina, medicamento que, segundo estudos, não traz benefícios no tratamento da covid-19.

Na sexta, Trump fez um anúncio de aceleração dos estudos para a produção de uma vacina. Prometeu entregar 200 milhões de doses até dezembro ou 300 milhões até janeiro de 2021. O cronograma é visto com desconfiança por cientistas, mas o discurso de Trump tem o objetivo eleitoral de vender esperança. As eleições americanas acontecerão em 3 de novembro. Trump está atrás do democrata Joe Biden nas pesquisas nacionais e nos Estados decisivos.

Nos EUA, porém, Congresso e imprensa impõe a Trump limites num grau maior do que acontece no Brasil em relação a Bolsonaro. No Brasil, uma combinação de fatores levou ao poder o presidente mais despreparado da nossa história no momento em que o mundo atravessa o mais grave problema de saúde pública dos últimos cem anos.

*Artigo publicado originalmente no Blog do Kennedy Alencar, em 16/05/2020

Postada em 16/05/2020 23:29 | Atualizada em 16/05/2020 23:32
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Veja mais de Artigos

1

Acumulou

Mega-Sena acumula e vai a R$ 11 milhões no próximo sorteio; veja números

2

Novo Coronavírus

Presidentes do Supremo e do Congresso decretam luto pelos 100 mil mortos

3

Racismo

Entregadores protestam em condomínio após ato de racismo em Valinhos (SP)

4

Vídeo

Polícia registra ocorrências de desacato e agressões a policiais em cidades do Sertão

5

Infecção respiratória

Rogério Teófilo, prefeito de Arapiraca, morre em hospital de Maceió aos 63 anos de idade

6

Senadinho

Renan Filho garante retomada de obra e asfaltamento de ruas em Olho D’água do Casado

1

No diário

Prefeitura de Delmiro Gouveia firma contrato de mais de R$ 1 milhão para compra de livros

2

Senadinho

Movimentações para composição de chapa com Ziane Costa agitam bastidores da política

3

Fraude e prejuízo

São José da Tapera: 162 servidores públicos receberam irregularmente o auxílio emergencial

4

Documentação falsa

MPE denuncia advogado e serventuário por crimes contra a fé pública em São José da Tapera

5

Oportunidade

Concurso público de Delmiro Gouveia tem inscrições prorrogadas e data definida para provas

6

Sem inelegibilidade

Advogado do prefeito de Mata Grande diz que ele não está impedido de disputar reeleição

1

Violência

Polícia prende suspeito de estuprar, matar e colocar criança em saco de lixo em Maravilha

2

Crime em Maravilha

Suspeito de estuprar e matar menina diz que estava drogado e não se lembra do que ocorreu

3

Apreensão sertão

Motocicletas são apreendidas nos municípios de Inhapi, Mata Grande, Canapi e Água Branca

4

Depoimento

Suspeito de matar criança em Maravilha confirma que dava dinheiro para ela comprar doces

5

Oportunidade

Concurso público de Delmiro Gouveia tem inscrições prorrogadas e data definida para provas

6

Após denúncia

Operação conjunta das polícias Civil e Militar resulta na prisão de 6 pessoas em Piranhas