Buscar

Editorias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Correio Notícia reafirma que ouviu esclarecimentos da Prefeitura de Mata Grande
Direito de resposta pedido pela Ascom, publicado abaixo, em nada difere das informações que já tinham sido obtidas com um secretário do município e publicadas na reportagem
Por Redação
Foto: Arquivo/Diego Barros

O portal Correio Notícia recebeu com surpresa, neste sábado (19), um pedido de direito de resposta solicitado pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Mata Grande referente à reportagem “Prefeito de Mata Grande estaria perseguindo comerciantes que declararam apoio a opositor”.

No pedido de resposta, a Ascom inicia dizendo que foi surpresa receber as informações contidas na referida matéria do Correio Notícia porque em nenhum momento havia sido procurada para dar a versão dos fatos contidos na postagem jornalística e, com isso, negou ter repassado as informações que constam como esclarecimento da prefeitura.

Para o bem da verdade que sempre prezou o Correio Notícia, detentor de um jornalismo sério e compromissado com os princípios éticos da profissão, é imprescindível esclarecer que a reportagem não mentiu nem tem esse objetivo ao relatar tão somente os fatos ocorridos no município de Mata Grande, seguindo todo o ritual jornalístico, o que inclui ouvir os citados para que cada um tenha a oportunidade de expor sua versão.

Durante a produção da matéria em questão, o jornalista Jota Silva, autor dela, entrou em contato via aplicativo Whatsapp com o secretário municipal de Governo, Aquilles Campos, que é filho do prefeito Erivaldo Mandu. O objetivo foi obter os esclarecimentos referentes às acusações de perseguição política atribuídas à gestão municipal.

Entende-se que o secretário de Governo e filho do prefeito seja habilitado para dar tais esclarecimentos, tanto que o fez. No entanto, ele pediu ao jornalista citado para atribuir as informações repassadas à Assessoria de Comunicação da Prefeitura, alegando que não queria que as respostas dele fossem interpretadas de maneira politiqueira.

Filho do prefeito e secretário de Governo, entende-se que dentro da hierarquia da Administração Municipal, Aquiles tenha autoridade para falar pela Assessoria de Comunicação. Com isso, independentemente de quem deu o esclarecimento, a reportagem não deixou de ouvir o outro lado nem inventou a resposta atribuída à Ascom, principalmente por seguir indiscutivelmente a ética do jornalismo.

Vale salientar que a fonte está sendo exposta porque, embora tenha solicitado que as respostas fossem atribuídas à Assessoria de Comunicação, trata-se de uma pessoa pública e as informações repassadas não a comprometem, visto que não são diferentes daquelas enviadas à redação pela Ascom da Prefeitura neste sábado (19).

Isso é, o direito de reposta solicitado pela Ascom é desnecessário porque já tinha sido concedido quando o secretário foi ouvido, de modo que as informações repassadas por ele não diferem daquelas enviadas pela Comunicação da Prefeitura.

De outro modo, estranhamente o conteúdo do pedido de resposta feito ao Correio Notícia foi postado em outros portais de notícias antes mesmo que pudéssemos avaliá-lo.

Contudo, esclarecemos nós que não propagamos em hipótese alguma notícia falsa, pelo contrário, combatemos com a verdade do jornalismo.

No caso específico, ouvimos todos que poderiam esclarecer os fatos e levamos para nossos leitores a informação para ser apreciada por eles e, assim, tirarem suas próprias conclusões quanto a quem fala a verdade ou não a respeito do fato relatado na reportagem.

Reiteramos nosso compromisso com o bom jornalismo e vamos continuar a praticá-lo, como sempre temos feito. Assim como o americano William Randolph Hearst, defendemos que “Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade”. Não obstante, combateremos também qualquer tipo de intimidação aos nossos repórteres, que não fazem nada além do jornalismo profissional.

Confira abaixo o direito de resposta solicitado pela Ascom da Prefeitura de Mata Grande e compare com o que já está na reportagem. Note que se tratam das mesmas informações, com isso, reafirmamos que essa resposta solicitada já havia sido concedida.

Direito de resposta:

Foi com surpresa que a assessoria de comunicação da prefeitura de Mata Grande recebeu as informações contidas na matéria pelos motivos que seguem:

1º - Em nenhum momento fomos como ASCOM procurados ou provocados a dar a versão dos fatos da estória que se apresenta no formato jornalístico, logo, negamos veementemente termos contribuído no esclarecimento dos fatos.

2º - A prefeitura Municipal de Mata Grande esclarece que em momento nenhum pediu a desocupação do ponto, mas e tão somente que o portão fosse aberto, tendo em vista o fato da administração ter recebido inúmeros pedidos da comunidade garantindo a reabertura da área - por se tratar de área com banheiros públicos - estão fechados como se lá fosse uma propriedade particular, não permitindo, inclusive, o direito de ir e vir aqueles que lá possuem casas e garagens, logo não se trata de perseguição política como sucinta a matéria, e sim a garantia a todo cidadão do direito isonômico de acesso ao local.

3 - Da segunda tratativa, esclarecemos que o ponto hora ocupado irregularmente foi requerido pela Prefeitura por ser de seu acervo patrimonial e objetivando ampla reforma, transformando o espaço em Centro Cultural através da lei Adair Blanc, com projeto já aprovado pelo ministério da cultura. Até porque o direito individual não pode se sobrepor ao interesse comum.

Deste modo, nos colocamos à disposição da sociedade e da imprensa para qualquer esclarecimento, deste ou outro tema, na certeza que não nos furtaremos da verdade nem nos calaremos a qualquer fato inverídico propagado por quem quer que seja.

Confira abaixo a reportagem que motivou o direito de resposta acima. Note que não há diferenças entre o que foi dito pelo secretário e o que foi trazido no "direito de resposta" da Ascom.

Prefeito de Mata Grande estaria perseguindo comerciantes que declararam apoio a opositor

Postada em 20/09/2020 17:09
1 Comentário

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Veja mais de Eleições 2020

1

Jairo Ribeiro

Mulheres vão as ruas e anunciam apoio a Dalminho e Avaninho em Belo Monte

2

Em estrada vicinal

Agricultor morre atropelado por carro enquanto retornava para casa em Delmiro Gouveia

3

Jairo Ribeiro

Em Jacaré: Oposição dá resposta e multidão invade as ruas

4

Boletim atualizado

Número de infectados com o novo coronavírus volta a subir em Delmiro Gouveia

5

Antônio Melo

Minha nova família, Correio Notícia!

6

Boletim atualizado

Delmiro Gouveia tem apenas uma pessoa com Covid-19, segundo boletim epidemiológico

1

Delmiro Gouveia

TJ/AL inicia julgamento de atos de improbidade administrativa contra Padre Eraldo

2

Região próspera

Inácio Loiola critica pesquisa sobre turismo que exclui região dos canions

3

Lei Ficha Limpa

Juiz eleitoral indefere candidatura de Moacir Vieira a prefeito de Pariconha

4

Carros, casas e empresas

Confira o patrimônio declarado à Justiça Eleitoral dos candidatos a prefeito de Delmiro

5

Em novembro

CDL promove primeiro Fórum de Desenvolvimento Socioeconômico do Sertão em Delmiro Gouveia

6

Boletim atualizado

Com poucos casos novos de Covid-19, Delmiro pode zerar número de doentes ainda esta semana

1

Delmiro Gouveia

TJ/AL inicia julgamento de atos de improbidade administrativa contra Padre Eraldo

2

Na BR-316

Acidente envolvendo três veículos deixa um morto e feridos entre Santana e Dois Riachos

3

Flagrante

Mulher é presa suspeita de furtar água e agredir funcionários da Casal em Delmiro Gouveia

4

Após denúncia

Confusão em festa de aniversário termina com presos e arma apreendida em Delmiro Gouveia

5

Eleições 2020

Moacir Vieira tem candidatura a prefeito de Pariconha indeferida pela Justiça Eleitoral

6

Violência

Criminosos encapuzados invadem casa e matam jovem enquanto ele dormia em Jacaré dos Homens