Buscar

Editorias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

MPF investiga Paulo Guedes por suposta fraude contra fundos de pensão
Chamado de Posto Ipiranga pelo presidenciável e indicado como ministro da Fazenda em caso de vitória de Bolsonaro, Paulo Guedes é suspeito de cometer crimes de gestão fraudulenta
Por Estadão
Paulo Guedes é cotado para Ministério da Fazenda num possível governo de Jair Bolsonaro - Foto: Sergio Moraes/Reuters

O Ministério Público Federal (MPF) em Brasília abriu Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para investigar o economista Paulo Guedes, conselheiro econômico do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). A informação foi revelada pelo jornal Folha de S.Paulo e confirmada pelo Estado.

Chamado de Posto Ipiranga pelo presidenciável e indicado como ministro da Fazenda em caso de vitória de Bolsonaro, Guedes é suspeito de cometer crimes de gestão fraudulenta e temerária à frente de fundos de investimentos (FIPs) que receberam R$ 1 bilhão, entre 2009 e 2013, de fundos de pensão ligados a empresas públicas. Também será apurada a emissão e negociação de títulos imobiliários sem lastros ou garantias.

Entre os fundos de pensão que repassaram valores aos FIPs administrados por Guedes estão a Funcef, da Caixa, Postalis, dos Correios, Previ, do Banco do Brasil e BNDESPar, este fundo de investimento do BNDES. À época dos fatos apurados, os fundos eram geridos por pessoas indicadas pelo PT e PMDB.

A investigação foi aberta com base em relatórios da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) que apontam indícios de fraudes nos aportes feitos pelos fundos de pensão em dois fundos de investimentos criados pela BR Educacional Gestora de Ativos, empresa de Paulo Guedes. A investigação é conduzida pela força-tarefa Greenfield, responsável por apurar desvios nos principais fundos de pensão do País.

Segundo os relatórios da Previc, os aportes nos FIPs podem ter gerado ganho excessivo a Guedes. Em um dos FIPs, que recebeu cerca de R$ 400 milhões, Guedes ganhou 1,75% sobre o valor aportado pelos fundos de pensão logo após o investimento.

Esse mesmo FIP, segundo a Previc, aplicou os valores recebidos dos fundos de pensão em uma empresa: a HSM Educacional, que era controlada pelo próprio Guedes.

A Previc também viu indício de irregularidades no fato de a HSM Educacional, logo após receber os valores, ter adquirido de uma empresa argentina 100% da companhia HSM Brasil, voltada a projetos educacionais e palestras. Como não era uma empresa listada na bolsa, o investimento foi feito tendo como base um laudo produzido por outra empresa.

Mesmo com laudo apontando a viabilidade do investimento, a empresa que recebeu o aporte registrou prejuízo, principalmente, por causa da remuneração de palestrantes. Somente com o pagamento desse tipo de serviço, entre 2011 e 2012, a empresa gastou R$ 11,9 milhões. Na mesma época, Guedes viajou o País realizando palestras. O MPF quer descobrir se ele recebeu parte desses valores.

Procurado, Paulo Guedes não respondeu aos contatos da reportagem.

Postada em 10/10/2018 14:54
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA




Você aprova as medidas adotadas pela prefeitura de sua cidade contra o novo coronavírus?

Sim
Não
 

CNTV

1

Pandemia no Sertão

Com 27 casos de Covid-19, São José da Tapera endurece medidas e suspende feira livre

2

Eleições 2020

AMA divulga carta aberta ao Congresso e Nação sobre eleições

3

Novo coronavírus

Santana, Tapera e Olho D'água das Flores disparam em casos de Covid-19 no Sertão

4

Jairo Ribeiro

Covid-19: Prefeitura de Monteirópolis entrega kits da merenda escolar

5

Olho D'água das Flores

Cidade do Sertão tem entradas pelas rodovias fechadas a partir das 18h durante pandemia

6

Medida protetiva

Sem casos suspeitos, Pariconha decreta situação de emergência na Saúde devido pandemia

1

Senadinho

Após anúncio da pré-candidatura a vereador, Reinaldo Martins ganhou novos apoiadores

2

Novo coronavírus

Moradora de Delmiro Gouveia diagnosticada com Covid-19 morre em hospital de Arapiraca

3

Auxílio aos mortos

Prefeitura de Olho D’água do Casado poderá pagar até R$ 196 mil por serviços funerários

4

Delmiro Gouveia

Vereador Júnior Lisboa solicita suspensão de cobrança de iluminação pública

5

Novo coronavírus

Morre empresário de Delmiro Gouveia diagnosticado com Covid-19

6

Novo coronavírus

Boletim atualizado: Delmiro Gouveia agora tem 12 pacientes diagnosticados com Covid-19

1

Novo coronavírus

Morre empresário de Delmiro Gouveia diagnosticado com Covid-19

2

Novo coronavírus

Moradora de Delmiro Gouveia diagnosticada com Covid-19 morre em hospital de Arapiraca

3

Novo coronavírus

Jacaré dos Homens entra em situação de emergência e Major Izidoro em estado de calamidade

4

Em 24 horas

Mais duas pessoas testam positivo para Covid-19 e número sobe para 9 em Delmiro Gouveia

5

Boletim atualizado

Pariconha, Água Branca, Mata Grande e Belo Monte são únicas cidades do Sertão sem Covid-19

6

Violência

Homem é assassinado com vários disparos de arma de fogo em Canapi