Buscar

Notícias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Prefeito reeleito de Carneiros quer salário maior que do governador
Em seu quarto mandato, Geraldo Filho é questionado pelo MPE por aumentar valor do salário dele e do vice
Por Antonio C Melo
Prefeito vai assumir seu quarto mandato - Foto: Correio Notícia/Arquivo

Eleito para seu quatro mandato, o prefeito Geraldo Agra Filho (MDB), de Carneiros, vem sendo contestado pelo Ministério Público por reajustar o próprio salário igualando ao do governador do estado.

Conforme o Projeto de Lei já sancionado, a partir desse novo mandato o salário do prefeito passará dos atuais R$ 15 mil para R$ 25 mil. Já o governador Renan Filho, do mesmo partido do prefeito, tem um salário de R$ 24.130,47, enquanto o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, recebe cerca de R$ 20 mil.

Ainda no PL de autoria do Executivo, o salário do vice-prefeito também será reajustado, passado dos atuais R$ 7.500,00 para cerca de R$ 12.500.

O promotor titular da 51ª Zona Eleitoral, Fábio Bastos, analisa o PL e já solicitou do prefeito reeleito explicações sobre o aumento exponencial dos salários do político e de seu vice.

Geraldo foi reeleito no domingo (15) com 3.649 votos, vencendo o tio, Genivaldo Novais Agra (PTB), que obteve 1.055 votos.

Do total de votantes, 103 eleitores (1,98%) votaram em branco, enquanto outros 389 (7,49%) anularam o voto. O número de eleitores que não votaram foi de 1.340, equivalente a 20,50% do eleitorado. A soma de brancos, nulos e abstenções é de 1.832, ou seja, 28,03% dos aptos a votar.

Carneiros tem nove vereadores e sua nova composição elegeu cinco vereadores do PSC; três do MDB e um do PTB, que foi o mais votado, com 570 votos.

Postada em 18/11/2020 14:02 | Atualizada em 20/11/2020 10:14
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Veja mais de Política

1

Ação da inteligência

Polícia prende homem após encontrar plantação de maconha em quintal de casa em Delmiro

2

Contra o presidente

Em 1ª coletiva do ano, Paulo Guedes contraria Bolsonaro: “vacinação em massa é decisiva"

3

Governo Bolsonaro

Alvo de inquérito por homofobia, ministro afirma que defende o que diz a Bíblia

4

Genocida

Líderes indígenas denunciam Bolsonaro ao Tribunal de Haia por crimes contra a humanidade

5

Inflação

Em cinco estados valor da gasolina premium passa de R$ 7 o litro

6

Perdeu

Justiça condena bilionário israelense que contratou Sérgio Moro para sua defesa

1

Wellington Amâncio

Contos delmirenses — Um passarinho com mal olhado

2

Caso em maravilha

Suspeita de matar e mutilar filha se recusa a prestar depoimento em Delmiro Gouveia

3

Imunização no Sertão

Duas mil vacinas foram encaminhadas para o Sertão de Alagoas; veja quantidade por cidade

4

Brutalidade

Polícia prende mulher suspeita de matar e arrancar olhos da filha em Maravilha

5

Recomenda não nomear

Confederação emite parecer jurídico sobre nomeação de aprovados em concurso público

6

Antônio Melo

No Sertão, prefeituras são investigadas por suspeita de criarem falsos casos de Covid-19

1

Brutalidade

Polícia prende mulher suspeita de matar e arrancar olhos da filha em Maravilha

2

Caso em maravilha

Suspeita de matar e mutilar filha se recusa a prestar depoimento em Delmiro Gouveia

3

Antônio Melo

No Sertão, prefeituras são investigadas por suspeita de criarem falsos casos de Covid-19

4

Crime bárbaro

Suspeita de matar e mutilar filha estava rezando no momento em que foi presa em Maravilha

5

Investigação

Pai de criança morta pela própria mãe em Maravilha está trabalhando no Rio de Janeiro

6

Caso Brenda

Ministério Público pede internação da mulher acusada de matar filha de 5 anos em Maravilha