Buscar

Notícias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

TJ adia pela quinta vez e marca para dezembro julgamento do prefeito de Monteirópolis
Prefeito Maílson Mendonça é réu em processo de improbidade administrativa; ele já foi condenado em primeira instância, mas recorreu ao TJ, que vem adiando o julgamento desde janeiro deste ano
Por Jota Silva
Prefeito de Monteirópolis, Maílson de Mendonça Lima (PR) - Foto: Cortesia/Luciano Martins

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) adiou mais uma vez o julgamento do processo que tem como réu o prefeito de Monteirópolis, Maílson Mendonça (PR). É o quinto adiamento somente este ano. Agora, o julgamento está marcado para dezembro.

Desta vez, o motivo, segundo informou ao Correio Notícia a Assessoria de Comunicação do Tribunal, é que o desembargador Tutmés Airan estará de férias em novembro.

O julgamento no TJ/AL já tinha sido marcado para 14 de agosto, 6 de setembro, 11 de setembro, 9 de outubro, 16 de outubro e agora está previsto para dezembro.

O prefeito de Monteirópolis é acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE) de fazer parte de um esquema de emissão de notas fiscais frias para desvio de dinheiro público que deveria ser investido em obras.

Os supostos atos de improbidade administrativa ocorreram quando Maílson esteve pela primeira vez como prefeito do município, entre 2007 e 2012. O prefeito já foi condenado em primeira instância nesse mesmo processo pelo juiz Bruno Acioli Araújo, da Comarca de Olho D’água das Flores, em 2014.

No julgamento no TJ/AL, em dezembro deste ano, a sentença do juiz pode ser confirmada pelos desembargadores ou revogada, inocentando o prefeito Maílson.

Porém, mesmo que seja condenado pelo Tribunal, o prefeito ainda pode recorrer ao próprio TJ/AL e também ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.

Somente após recorrer a todas as instâncias e após o trânsito em julgado de todo o processo é que as penalidades, caso sejam confirmadas, serão aplicadas, o que poderá resultar até na perda do mandato atual de prefeito. Nesse caso, o cargo seria assumido pelo vice-prefeito, Adeildo Inácio Medeiros (DEM).

O processo que será julgado pelo TJ/AL, em dezembro, tem como número 0000234-27.2010.8.02.0025.

Postada em 11/10/2017 11:43
3 Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Veja mais de Política

1

Segundo delegado

Vereador de Batalha preso teria levado tapas de Neguinho Boiadeiro em campanha política

2

Extorsão

Padre é suspenso após vídeo de sexo com homem e assassinato de policial

3

Recomendações

MPE/AL adota providências para combater abate clandestino de gado em Santana do Ipanema

4

Em coletiva

Assassinato de Neguinho Boiadeiro foi planejado dois meses antes, afirma SSP

5

André Henrique

Jogador de Olivença é contratado pelo Coruripe para a sequência do Campeonato Alagoano

6

10 mandados

Operação sobre morte de Neguinho Boiadeiro resulta na prisão de vereador de Batalha

1

Wellington Santos

Quem será o novo secretário de Meio Ambiente de Delmiro Gouveia?

2

Lista completa

Conheça os secretários da gestão do prefeito interino de Mata Grande, Franklin Lou

3

Jota Silva

Esposa de Luciano Aguiar é nomeada secretária-adjunta do Turismo, Cultura e Esporte

4

No escuro

Eletrobras corta fornecimento de energia da sede da Prefeitura de Delmiro Gouveia

5

Esforço duplo

Jovem de Santana é aprovado pela segunda vez na OAB após Justiça não aceitar 1ª aprovação

6

negou liberdade

Ministro Gilmar Mendes decide que Celso Luiz deve permanecer na cadeia

1

Passa bem

Mulher que impediu sequestro do filho em São José da Tapera tem bala alojada no corpo

2

Violência

Homem é assassinado com vários disparos de arma de fogo em Major Izidoro

3

No escuro

Eletrobras corta fornecimento de energia da sede da Prefeitura de Delmiro Gouveia

4

Lista completa

Conheça os secretários da gestão do prefeito interino de Mata Grande, Franklin Lou

5

Polícia confirma

Homem morto em Major havia assassinado cuidador de cavalos em Olho D’água do Casado

6

Contratações

Por emprego no Canal do Sertão, dezenas de trabalhadores vão à Odebrecht após o Carnaval