Buscar

Editorias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Bolsonaro escolhe assessor do filho para comandar Subchefia Jurídica da Presidência
Nome de Jorge Antonio de Oliveira Francisco foi confirmado pela assessoria de Bolsonaro. Ele é advogado, policial militar da reserva e trabalhou como assessor o presidente eleito na Câmara
Por G1
Deputado federal Eduardo Bolsonaro e o pai dele, o presidente eleito Jair Bolsonaro - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agencia Brasil

O presidente eleito Jair Bolsonaro escolheu o advogado e policial militar da reserva Jorge Antonio de Oliveira Francisco para a Subchefia de Assuntos Jurídicos da Presidência da República. Ele assumirá o cargo a partir de janeiro, quando Bolsonaro tomar posse como presidente.

A informação da escolha de Francisco foi divulgada em nota pela assessoria de Bolsonaro. O advogado atualmente é assessor na Câmara dos Deputados e trabalha no gabinete do filho do presidente eleito, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Conforme a assessoria de Bolsonaro, Francisco trabalhará diretamente com o presidente eleito, uma vez que a Subchefia de Assuntos Jurídicos ficará vinculada à Presidência.

O subchefe para Assuntos Jurídicos tem entre as atribuições verificar a constitucionalidade e legalidade dos atos presidenciais, além de supervisionar a elaboração de projetos de lei de autoria do governo federal.

Atualmente, a Subchefia para Assuntos Jurídicos é ligada à Casa Civil, um dos ministérios com gabinete no Palácio do Planalto.

O atual subchefe é Gustavo Rocha, ministro dos Direitos Humanos que atuou como advogado de Eduardo Cunha (MDB-RJ). No ano que vem, Rocha será o secretário de Justiça no governo do Distrito Federal.

Perfil

Conforme a assessoria do presidente eleito, Jorge Antonio de Oliveira Francisco concluiu o ensino médio no Colégio Militar de Brasília e chegou ao posto de major na Polícia Militar do Distrito Federal.

Francisco é formado em direito e, segundo a assessoria, é especialista docente em assessoria e consultoria parlamentar e especialista em direito público e em gestão de segurança pública.

Francisco passou para a reserva da PM-DF em 2013 e, durante a carreira, "se especializou em legislação de trânsito, ambiental, direitos humanos e direito internacional humanitário", diz a assessoria.

Ele ainda realizou curso de produção de conhecimentos e operações na Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Francisco trabalha desde 2003 no Congresso Nacional. Foi assessor parlamentar da PM-DF e assessor jurídico de Jair Bolsonaro, que é deputado federal. Ele trabalhou com o filho do presidente eleito, o também deputado Eduardo Bolsonaro, nas funções de chefe de gabinete e assessor jurídico do parlamentar.

Postada em 24/11/2018 09:42 | Atualizada em 24/11/2018 09:52
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Veja mais de Eleições 2018

1

DISCORDIA

Políticos reagem a discurso de Bolsonaro: "delirante" e "mentiroso"

2

INTEPESTIVO

Bolsonaro defende tratamento precoce de covid e critica passaporte da vacina

3

ACERTOS

TSE se reúne novamente com plataformas de redes sociais

4

MAU EDUCADO

Em Nova York, ministro Marcelo Queiroga faz gesto obsceno para manifestantes

5

PROBLEMA

MPF defende rejeição do pedido da defesa de Lula para encerrar última ação penal

6

PROVA DE VIDA

INSS: quase 5 milhões têm de fazer prova de vida até 2022; veja como funciona

1

FEMINICIDIO

Família de mulher morta pelo ex-marido cobra Justiça em caminhada em São José da Tapera

2

Crime contra animais

Polícia investiga morte por envenenamento de quatro cachorros em Mata Grande

3

Moravam em Delmiro

Dois homens que deixaram Delmiro para trabalhar em SP estão desaparecidos há 30 dias

4

Acidente

Estrutura de madeira em escola desaba e mata servidor da prefeitura de Piranhas

5

Aglomeração

Após escândalo de festa promovida por prefeitura, polícia proíbe vaquejada em Ouro Branco

6

Golpe e violência

Homem de Senador cai em golpe ao tentar comprar cisterna e é assaltado em Arapiraca

1

Moravam em Delmiro

Dois homens que deixaram Delmiro para trabalhar em SP estão desaparecidos há 30 dias

2

Caso Pindoba

Acusado de matar idoso de 70 anos em Mata Grande é preso e alega ter problemas mentais

3

Acidente

Motorista perde controle de carro e bate em árvores em trecho da AL-145 em Água Branca

4

Acidente

Estrutura de madeira em escola desaba e mata servidor da prefeitura de Piranhas

5

FEMINICIDIO

Família de mulher morta pelo ex-marido cobra Justiça em caminhada em São José da Tapera

6

Golpe e violência

Homem de Senador cai em golpe ao tentar comprar cisterna e é assaltado em Arapiraca