Buscar

Notícias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

MPC diz que gestores são responsáveis pelo pagamento de juros e multas à Eletrobras
Órgão esclarece que débito com a fornecedora de energia elétrica é do município, porém, todos os encargos ocasionados pelo não pagamento do serviço, como multas e juros, são de responsabilidade exclusiva dos gestores
Por Diego Barros
Foto: Reprodução/Alagoasweb

O Ministério Público de Contas de Alagoas (MPC/AL) emitiu uma nota, nesta sexta-feira (12), sobre as declarações de prefeitos e ex-prefeitos negando que tenham débitos com a Eletrobras Distribuição Alagoas.

No comunicado, o órgão ressaltou que a matéria jornalística publicada em seu site e distribuída à imprensa, na semana passada, sobre débitos de alguns gestores e municípios com a Eletrobras foi elaborada a partir de informações fornecidas pela própria concessionária de energia.

“Vale reiterar que o débito com a fornecedora de energia elétrica é do município, independente do gestor que esteja no governo, porém, todos os encargos ocasionados pelo não pagamento do serviço, como multas e juros, são de responsabilidade exclusiva dos gestores que deram causa ao débito e por isso, não podem ser pagos com dinheiro público”, diz a nota.

Dos 15 municípios e gestores e ex-gestores que aparecem na lista, sete são do Sertão. Entre eles, os ex-prefeitos de Água Branca, Albani Sandes, e de Olho D’água do Casado, Gualberto Pereira, rebateram as informações veiculadas na semana passada pelo MPC/AL e apresentaram documentos sobre o assunto, que podem ser conferidos clicando aqui e aqui.

Confira abaixo, na íntegra, a nota do MPC/AL sobre o assunto.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Ministério Público de Contas de Alagoas (MPC/AL), por meio de sua assessoria de comunicação, vem a público informar, em virtude de uma série de notícias jornalísticas e declarações de alguns gestores representados, que não emite e nunca emitiu quaisquer notícias falsas e muito menos mentirosas. O MPC/AL esclarece que a notícia veiculada em seu site oficial (www.mpc.al.gov.br) referente ao débito de 15 municípios junto à Eletrobras Distribuição Alagoas, o que gerou diversas representações junto ao TCE/AL, é baseada em informações oficiais trazidas pela própria concessionária de energia elétrica ao Ministério Público de Contas.

O MPC/AL esclarece ainda que o objetivo de tais representações não é cobrar eventual dívida das municipalidades com a fornecedora de energia elétrica, mas sim responsabilizar os gestores pelo pagamento de juros e multa suportados pelo município em decorrência do atraso no pagamento do quanto devido à concessionária. Assim, independentemente da dívida ter sido quitada/parcelada ou não (ainda que em momento anterior à interposição das representações noticiadas), a ação do MPC/AL possui fundamento jurídico suficiente para lhes conferir suporte, tendo em vista que seu único objeto é apurar a existência de responsabilidade dos gestores pelo pagamento dos consectários legais (juros e multas) a cargo do município, o que, no entendimento do órgão ministerial, configuraria situação danosa ao erário municipal e, portanto, necessária a intervenção do Tribunal de Contas para que se determine o ressarcimento desses valores ao ente público lesado, sem prejuízo da aplicação das sanções cabíveis ao gestor faltoso.

Vale reiterar que o débito com a fornecedora de energia elétrica é do município, independente do gestor que esteja no governo, porém, todos os encargos ocasionados pelo não pagamento do serviço, como multas e juros, são de responsabilidade exclusiva dos gestores que deram causa ao débito e por isso, não podem ser pagos com dinheiro público. Para evitar dano ao erário, o que prejudicaria toda uma população, o Ministério Público de Contas cumpriu o seu papel constitucional e protocolou as representações para apurar todos os casos denunciados pela Eletrobras Distribuição Alagoas.

O MPC/AL reafirma, por fim, que todos os gestores serão notificados nos autos dos Processos TC´S correspondentes para apresentar suas defesas, oportunidade na qual poderão oferecer todos os esclarecimentos que lhes sejam favoráveis, em respeito aos princípios do contraditório e da ampla defesa.

Assessoria de Comunicação
Ministério Público de Contas de Alagoas

LEIA MAIS:

MPC denuncia prefeitos e ex-prefeitos de 7 municípios do Sertão por dívidas com Eletrobras

Postada em 12/01/2018 13:56 | Atualizada em 12/01/2018 19:03
1 Comentário

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Veja mais de Cidades

1

Segundo delegado

Vereador de Batalha preso teria levado tapas de Neguinho Boiadeiro em campanha política

2

Extorsão

Padre é suspenso após vídeo de sexo com homem e assassinato de policial

3

Recomendações

MPE/AL adota providências para combater abate clandestino de gado em Santana do Ipanema

4

Em coletiva

Assassinato de Neguinho Boiadeiro foi planejado dois meses antes, afirma SSP

5

André Henrique

Jogador de Olivença é contratado pelo Coruripe para a sequência do Campeonato Alagoano

6

10 mandados

Operação sobre morte de Neguinho Boiadeiro resulta na prisão de vereador de Batalha

1

Wellington Santos

Quem será o novo secretário de Meio Ambiente de Delmiro Gouveia?

2

Lista completa

Conheça os secretários da gestão do prefeito interino de Mata Grande, Franklin Lou

3

Jota Silva

Esposa de Luciano Aguiar é nomeada secretária-adjunta do Turismo, Cultura e Esporte

4

No escuro

Eletrobras corta fornecimento de energia da sede da Prefeitura de Delmiro Gouveia

5

Esforço duplo

Jovem de Santana é aprovado pela segunda vez na OAB após Justiça não aceitar 1ª aprovação

6

negou liberdade

Ministro Gilmar Mendes decide que Celso Luiz deve permanecer na cadeia

1

Passa bem

Mulher que impediu sequestro do filho em São José da Tapera tem bala alojada no corpo

2

Violência

Homem é assassinado com vários disparos de arma de fogo em Major Izidoro

3

No escuro

Eletrobras corta fornecimento de energia da sede da Prefeitura de Delmiro Gouveia

4

Lista completa

Conheça os secretários da gestão do prefeito interino de Mata Grande, Franklin Lou

5

Polícia confirma

Homem morto em Major havia assassinado cuidador de cavalos em Olho D’água do Casado

6

Contratações

Por emprego no Canal do Sertão, dezenas de trabalhadores vão à Odebrecht após o Carnaval