Buscar

Notícias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

TJ decide que jornal não pode ser impedido de falar sobre deputado Antônio Albuquerque
Pleno do Tribunal decidiu que jornal Extra também é livre para abordar os fatos discutidos na ação penal impetrada por Antônio Albuquerque
Por Dicom TJ/AL
Deputado estadual Antônio Albuquerque - Foto: Reprodução/Ascom ALE

O Pleno do Tribunal de Justiça de Alagoas cassou a decisão de primeiro grau que proibia o jornal Extra e os jornalistas Odilon Rios e Fernando Araújo de publicar matérias relacionadas ao deputado estadual Antônio Albuquerque. O TJ julgou favoravelmente um mandado de segurança impetrado pelos jornalistas.

O desembargador João Luiz Azevedo Lessa, relator originário, já havia concedido liminar suspendendo a proibição, mas mantendo a restrição apenas quanto a divulgação dos fatos que são discutidos na ação penal na qual ocorreu a decisão, até o julgamento de mérito dela.

Por 5 a 4, no entanto, o Pleno decidiu que o jornal também é livre para abordar os fatos discutidos na ação penal, após o voto divergente do desembargador Fábio José Bittencourt Araújo. “Concordo com os fundamentos, mas eles deságuam na concessão total da segurança”. Fábio Bittencourt considerou que a restrição ainda se caracterizaria como uma forma de censura prévia aos jornalistas, acrescentando que a ação penal privada não tramita em segredo de justiça.

Em seu voto, o desembargador João Luiz Lessa destacou que “vigente no Brasil o regime da livre e plena circulação de ideias e opiniões, o direito de resposta e eventuais responsabilidade civil, penal e administrativa ocorrem a posteriori”. Para o relator, “não há como se punir aprioristicamente o jornalista, pois não é pelo temor do abuso, que se vai coibir o uso”.

O procurador-geral do Ministério Público Estadual também se manifestou pela concessão da segurança. “Em que pese reconhecer uma parte pequena de uma imprensa marrom [...] o Ministério Público, enquanto instituição, reafirma que entre o direito a personalidade e o direito a informação e a liberdade de imprensa, não pode de forma nenhuma permitir o cerceamento da liberdade de informação”.

Postada em 13/06/2018 09:27
1 Comentário

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Veja mais de Política

1

Iluminado

Thiago Alagoano marca e garante classificação antecipada do Brusque no Brasileirão Série

2

em abril

Dados do Ministério da Economia confirmam avanço na geração de empregos em Delmiro

3

Identificada

Jovem de Santana do Ipanema é parcialmente carbonizada ao lado do namorado em Satuba

4

Procurado pela polícia

Polícia identifica suspeito de esfaquear dois homens durante confusão em povoado de Canapi

5

Cuidados

Secretaria de Saúde de Senador Rui Palmeira realiza palestra com gestantes

6

Alerta à população

Caminhada marca Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração contra Crianças em Senador

1

Mata Grande

Após oito meses preso, ex-vereador Júlio Brandão deixa a cadeia por decisão do TJ/AL

2

Na AL-220

Revoltados com blitze da polícia, populares realizam manifestação em São José da Tapera

3

Gente famosa

Casamento luxuoso de Carlinhos Maia leva o nome do Sertão de Alagoas para o mundo

4

Festa milionária

Digital influencer Carlinhos Maia se casa em Piranhas nesta terça-feira (21)

5

Wellington Amâncio

Introdução à poesia contemporânea em Delmiro Gouveia

6

Bruno Mafra

Bolsonarismo “puro” não mostra força nas ruas.

1

Violência

Bebedeira em casa termina com homem assassinado a facadas em Pariconha

2

Carbonizado

Corpo encontrado em Pernambuco pode ser de homem sequestrado em Delmiro Gouveia

3

Na AL-220

Revoltados com blitze da polícia, populares realizam manifestação em São José da Tapera

4

Próximo a loteamento

Populares escutam barulho de tiros e horas depois encontram corpo de jovem em Batalha

5

Na AL-145

Batida entre carro e moto deixa dois irmãos feridos em rodovia de Água Branca

6

Casa caiu

Suspeito de furtar gados em propriedade rural tenta fugir, mas é preso pela Caatinga