Buscar

Notícias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Vereadores em São José da Tapera estão há oito meses sem trabalhar
Sem explicações, políticos gastam verbas para fazerem campanha de reeleição
Por Antonio C Melo
Sem explicações, políticos gastam verbas para fazerem campanha de reeleição - Foto: Reprodução/Tapera FM

Alheios as opiniões contrárias, a Câmara Municipal de São José da Tapera, Sertão de Alagoas, completa no próximo dia 12 oito meses sem realizar nenhuma sessão.

Inicialmente, a alegação foi o temor da contaminação pelo Coronavírus. O tempo passou e nem mesmo as sessões virtuais, como aconteciam em diversas cidades do país, foi realizada.

Despreocupados com o trabalho, mas com os salários pagos regularmente e usando as cotas de combustíveis para abastecimento dos veículos locados e a verba de gabinete, os 11 dos 13 vereadores de Tapera – agora – tentam se reelegerem.

Apenas dois, Cosme Guedes (PSDB) e Professor Márcio (PDT), desistiram da vaga de vereador, para disputarem a cadeira de prefeito. Como detalhe, Márcio é o único que não indicou um parente para substituí-lo no Legislativo Municipal, enquanto que Cosme tenta eleger um irmão para manter seu nome na Câmara.

A última sessão, na noite de 12 de março, foi marcada por muita confusão, resultando na ira da população. Naquela data, surpreendendo os moradores de Tapera, a Mesa Diretora aprovou um projeto do prefeito José Antônio, que pedia a aprovação do reparcelamento e parcelamento da milionária dívida do município com o Instituto de Aposentadorias e Pensões IAPREV), de São José da Tapera.

Com os votos contrários dos vereadores Janiclevis dos Anjos Bezerra, o “Kel de Tijela’, e Professor Márcio, que alertou para mais um possível calote do município, o projeto foi aprovado sob protestos de servidores que invadiram a Câmara.

Agora, sem que o município tenha pago nenhuma das parcelas da dívida, os servidores temem que o próximo prefeito eleito ‘venda’ o IAPREV ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), que, na prática, deixará os futuros servidores aposentados com o valor de seus salários menor do que o recebido hoje.

Nas ruas a população diz que as sessões só não retornaram porque os dez vereadores que aprovaram o projeto do parcelamento e reparcelamento teriam que se explicar ao povo.

O CN tentou ouvir o presidente da Casa, mas ele não atendeu o celular.

Postada em 05/11/2020 16:36 | Atualizada em 05/11/2020 17:49
1 Comentário

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Veja mais de Política

1

Artigo

Como fazer uma festa em casa?

2

DINHEIRO

Mega-Semana de Verão pode pagar R$ 2 milhões no concurso desta terça-feira

3

PEDIDO

Bolsonaro deve exigir que empresas não demitam empregados que recusem vacinação

4

SEM DINHEIRO

Guedes defende travar outros gastos caso auxílio emergencial seja renovado

5

Ação da inteligência

Polícia prende homem após encontrar plantação de maconha em quintal de casa em Delmiro

6

Contra o presidente

Em 1ª coletiva do ano, Paulo Guedes contraria Bolsonaro: “vacinação em massa é decisiva"

1

Wellington Amâncio

Contos delmirenses — Um passarinho com mal olhado

2

Caso em maravilha

Suspeita de matar e mutilar filha se recusa a prestar depoimento em Delmiro Gouveia

3

Imunização no Sertão

Duas mil vacinas foram encaminhadas para o Sertão de Alagoas; veja quantidade por cidade

4

Brutalidade

Polícia prende mulher suspeita de matar e arrancar olhos da filha em Maravilha

5

Recomenda não nomear

Confederação emite parecer jurídico sobre nomeação de aprovados em concurso público

6

Antônio Melo

No Sertão, prefeituras são investigadas por suspeita de criarem falsos casos de Covid-19

1

Brutalidade

Polícia prende mulher suspeita de matar e arrancar olhos da filha em Maravilha

2

Caso em maravilha

Suspeita de matar e mutilar filha se recusa a prestar depoimento em Delmiro Gouveia

3

Antônio Melo

No Sertão, prefeituras são investigadas por suspeita de criarem falsos casos de Covid-19

4

Crime bárbaro

Suspeita de matar e mutilar filha estava rezando no momento em que foi presa em Maravilha

5

Investigação

Pai de criança morta pela própria mãe em Maravilha está trabalhando no Rio de Janeiro

6

Caso Brenda

Ministério Público pede internação da mulher acusada de matar filha de 5 anos em Maravilha