Buscar

Notícias

Compartilhe:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Famílias de Mata Grande procuram casal que não mantém contato desde 2016
Segundo Patrícia Oliveira, mulher que fez postagem no Facebook, Cleilma Barbosa de Oliveira e Danilo trabalharam em situação análoga à escravidão em Delmiro Gouveia antes de mudança para Maceió
Por Diego Barros
Casal Cleilma e Danilo é procurado pelas famílias que vivem em Mata Grande - Foto: Reprodução/Facebook de Patrícia Oliveira

Duas famílias de Mata Grande estão à procura de um casal que saiu da cidade em 2014 e que, desde 2016, não manteve mais nenhum contato com elas. Os procurados pelas famílias são Cleilma Barbosa de Oliveira e Danilo, que não teve o sobrenome informado.

A situação foi descrita em uma postagem no Facebook por Patrícia Oliveira, que não revelou se mantém grau de parentesco com algum dos procurados. Segundo ela, Cleilma e Danilo saíram de Mata Grande em 2014 com uma promessa de trabalho em uma galeria em Delmiro Gouveia. Na época Cleilma já tinha 27 anos de idade. A mãe dela, conforme a postagem, se chama Joana Barbosa de Oliveira.

Porém, em Delmiro, eles teriam sido submetidos a uma situação análoga ao trabalho escravo. “Ao chegar no destino, perceberam que não se tratava de um simples trabalho em uma galeria, e sim um trabalho de escravidão vendendo tapioca e amendoim. Danilo e Cleilma passaram a sair de casa todo dia a partir de 7 horas da manhã com o horário de retorno previsto para a meia-noite. Passando fome e sede, o casal que agora ali trabalhava de escravos tinha que seguir as regras: conseguir vender todos os produtos, caso não conseguissem vender todos os produtos, quando chegassem em casa seriam todos maltratados”, escreveu Patrícia Oliveira em postagem no Facebook.

Os contratantes e supostos agressores de Cleilma e Danilo, segundo Patrícia, foram identificados por ela apenas como Rose e seu marido Marcelo. O relato de Patrícia no Facebook dá detalhes das agressões sofridas pelo casal quando não conseguia vender todos os produtos: “Queimaduras pelo corpo com água quente, principalmente as partes íntimas. Dedos queimados nas bocas do fogão e, surras contínuas com cabos de energia. Não bastasse tudo isso Rose ainda proibia Danilo e Cleilma de se comunicar com a família”.

Ainda segundo ela, o último contato do casal com a família em Mata Grande ocorreu em 2016, quando os dois informaram que moravam em Maceió. Por isso, os familiares estão em busca de informações sobre o paradeiro de Cleilma e Danilo e deixaram alguns números de telefones para contato: Edineia (82 98229-5902); Samira (82 98135-3965); Sandra, mãe de Danilo (82 98163-9610); Everaldo, irmão de Cleilma (87 9928-6748).

Postada em 31/07/2021 01:38 | Atualizada em 31/07/2021 01:40
34 Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Veja mais de Cidades

1

ACERTOS

TSE se reúne novamente com plataformas de redes sociais

2

MAU EDUCADO

Em Nova York, ministro Marcelo Queiroga faz gesto obsceno para manifestantes

3

PROBLEMA

MPF defende rejeição do pedido da defesa de Lula para encerrar última ação penal

4

PROVA DE VIDA

INSS: quase 5 milhões têm de fazer prova de vida até 2022; veja como funciona

5

Vencendo a pandemia

Delmiro Gouveia está há quase uma semana sem registrar nenhum caso novo de covid-19

6

LEI DO MANDANTE

Bolsonaro proíbe logomarcas de canais de rádios e tvs nos uniformes de times

1

FEMINICIDIO

Família de mulher morta pelo ex-marido cobra Justiça em caminhada em São José da Tapera

2

Crime contra animais

Polícia investiga morte por envenenamento de quatro cachorros em Mata Grande

3

Moravam em Delmiro

Dois homens que deixaram Delmiro para trabalhar em SP estão desaparecidos há 30 dias

4

Acidente

Estrutura de madeira em escola desaba e mata servidor da prefeitura de Piranhas

5

Aglomeração

Após escândalo de festa promovida por prefeitura, polícia proíbe vaquejada em Ouro Branco

6

Golpe e violência

Homem de Senador cai em golpe ao tentar comprar cisterna e é assaltado em Arapiraca

1

Moravam em Delmiro

Dois homens que deixaram Delmiro para trabalhar em SP estão desaparecidos há 30 dias

2

Caso Pindoba

Acusado de matar idoso de 70 anos em Mata Grande é preso e alega ter problemas mentais

3

Acidente

Motorista perde controle de carro e bate em árvores em trecho da AL-145 em Água Branca

4

Acidente

Estrutura de madeira em escola desaba e mata servidor da prefeitura de Piranhas

5

FEMINICIDIO

Família de mulher morta pelo ex-marido cobra Justiça em caminhada em São José da Tapera

6

Golpe e violência

Homem de Senador cai em golpe ao tentar comprar cisterna e é assaltado em Arapiraca